Como garantir maior estabilidade em seu data center?

como-garantir-maior-estabilidade-em-seu-data-center.jpeg

A estabilidade de data center é um dos principais fatores que contribuem para gerar agilidade e eficiência às operações da empresa. Diante de um mercado tão desafiador e em constantes mudanças como o atual, manter a competitividade tem sido cada vez mais difícil, levando os gestores a avaliarem novas soluções estratégicas, começando pelo setor de TI.

Isso significa, primeiramente, mudar a postura em relação às medidas reativas, passando a atuar no sentido preventivo. Com a estabilidade nas operações do data center, os gestores gastam menos tempo “apagando incêndios” e passam a se dedicar mais em projetos de implementações de melhorias, como novas ferramentas e recursos ou otimizando os já existentes.

As práticas mais recomendadas vão desde o monitoramento simples de incidentes até as tarefas mais complexas, como o mapeamento de conexões de rede e a remoção de servidores subutilizados.

Mas não é só isso. Você precisa atuar como um verdadeiro general para garantir que o data center não falhe nunca. Isso não quer dizer que seja difícil, mas é preciso adotar algumas estratégias específicas para dar certo. As principais nós listamos abaixo. Pronto para começar? Então, acompanhe!

Mantenha redes redundantes de energia

Um data center bem equipado consome uma alta carga de energia e cada servidor pode apresentar padrões de consumo diferentes em algum momento, conforme o seu uso, o que pode acarretar uma sobrecarga da rede elétrica e o desarme dos disjuntores, paralisando toda a empresa.

Para evitar que isso aconteça, instale uma ou mais redes de energia complementares para alimentar o data center. Ela pode atuar em conjunto com a principal, dividindo a carga e, com isso, aumentando o potencial energético da infraestrutura.

Além disso, tenha uma terceira solução para os casos de queda de energia. Um gerador que funcione a óleo diesel deve aguentar o funcionamento dos servidores e outros equipamentos de informática por um período suficiente até que o fornecimento se restabeleça.

Mantenha redes redundantes de internet

E não é só de energia que o data center necessita para ter alta disponibilidade. Mesmo que a empresa mantenha alguns servidores isolados da rede mundial, ela vai precisar de uma conexão com o mundo exterior, principalmente para agilizar os processos de vários departamentos. Isso faz com que a internet seja fundamental no processo. Mas e quando ela cai?

Hoje em dia, muitas empresas baseiam os seus negócios na internet, o que a torna indispensável. O problema é que o controle desse recurso, assim como a energia, precisa de estratégias para nunca falhar. O jeito é contratar outro fornecedor de internet (telecom), mas dessa vez, de uma empresa diferente. Assim, se uma apresentar problemas, poderá contar com outra.

Monitore o funcionamento do data center

Muitos gestores de TI não possuem uma rotina estratégica frequente de monitoramento das atividades registradas nos servidores, o que pode colocar em cheque a estabilidade do data center. A tarefa pode ser complicada sem as ferramentas e recursos certos, então, passe a adotá-los.

As ferramentas de monitoramento de infraestrutura de TI fornecerão informações sobre o uso da capacidade dos servidores, os estrangulamentos da rede, as tentativas de acesso não autorizadas e muito mais. Com uma ferramenta desse nível ficará mais fácil implementar uma rotina padronizada de monitoramento eficiente.

Adote fortes políticas de segurança

O acesso não autorizado de pessoas às informações da empresa está entre os fatores que podem comprometer o bom funcionamento do data center. Além de hackers, alguém mal-intencionado dentro da própria empresa pode invadir o sistema e causar um grande transtorno, como roubar dados sigilosos, alterar e deletar informações de negócios, etc.

Isso exige uma visão holística na hora de definir as estratégias de segurança. As principais devem ser:

  • usar a criptografia de senhas e dados da empresa para torná-los ilegíveis caso corrompidos;

  • instalar antivírus corporativos e configurar o firewall para reforçar a segurança contra invasões externas;

  • responsabilizar todos pelo sigilo e devido cuidado com as suas senhas de acesso aos sistemas;

  • exigir que gestores e colaboradores criem senhas fortes e façam alterações periódicas.

Tenha um plano de Disaster Recovery

Diante de falhas humanas, invasões aos sistemas, acidentes e desastres naturais, contar com um plano de recuperação é mais do que fundamental, é obrigatório. Já imaginou perder todas as informações e sistemas do seu data center e não ter uma cópia deles? Isso significaria recomeçar o negócio do zero. Então, não deixe a sua empresa vulnerável a esses riscos.

Antigamente, ter um plano de disaster recovery era caro demais, pois era necessário duplicar a infraestrutura e colocá-la em um segundo data center. No entanto, graças aos avanços da tecnologia e dos fabricantes de softwares, hoje em dia, já existe o que chamamos de DRaaS (Disaster Recovery as a Service). Um serviço de recuperação de dados e sistemas na nuvem com um preço infinitamente menor.

Ao ser implementado, ele pode ser programado para realizar backpus de forma regular e automática de todo o seu data center, armazenando a cópia em um data center diferente e realizando réplicas para servidores auxiliares. Tudo com muita segurança no processo, e principalmente com um tempo de start de minutos caso o seu data center principal sofra alguma falha.

Alcance a estabilidade com um data center na nuvem

Muitas empresas estão migrando suas infraestruturas de TI para a nuvem como forma de agregar força competitiva ao negócio. Afinal, as vantagens proporcionadas são muitas. Vejas as principais abaixo:

  • servidores auxiliares impedem que o sistema saia do ar diante de algum problema ou durante as manutenções e atualizações do servidor principal;

  • implementação de melhorias, como novos recursos, ferramentas e funcionalidades, são realizadas sem precisar paralisar o sistema;

  • fornece escalabilidade para atender a demandas sazonais (expansão e retração), pagando apenas pelos espaços e recursos que utilizar;

  • diminui a necessidade de investimentos em aquisições, manutenções e atualizações de softwares e hardwares;

  • agrega mobilidade às atividades operacionais e gerenciais da empresa;

  • neutraliza os riscos de perdas de dados por acidentes locais;

  • reduz custos com infraestruturas e espaços físicos.

Mesmo que você conte com uma equipe de TI completa e altamente capacitada, é importante ter o apoio de uma empresa especializada em data center para colocar essas dicas em prática. O resultado será uma troca de conhecimentos e experiências como jamais teve e uma infraestrutura de TI robusta e eficiente. Faça isso e alcance a tão sonhada estabilidade de data center.

Gostou das dicas? Então, siga a gente nas redes sociais (FacebookTwitter e LinkedIn) e descubra muito mais!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>