Como o cloud computing pode ajudar na redução de custos com data center?

como-o-cloud-computing-pode-ajudar-na-reducao-de-custos-com-data-center.jpeg

Quem está atento ao mercado sabe que a tecnologia de Cloud Computing e Data Center Virtual tem assumido um papel estratégico cada vez maior em empresas de todos os portes, especialmente na entrada para a Era do IaaS (Infrastructure as a Service).

E isso não ocorre por acaso: se forem bem implementadas e alinhadas com as estratégias de negócios, as soluções de Cloud Computing e Data Center Virtual podem impactar positivamente os processos e operações de uma empresa, gerando grandes benefícios como ganho de produtividade, aumento do desempenho e redução de custos.

Quer saber como o Cloud Computing e Data Center Virtual podem contribuir para a expansão do seu negócio? Acompanhe a leitura!

Entendendo o Cloud Computing e Data Center Virtual

O termo Cloud Computing trata sobre um conjunto de tecnologias baseadas na nuvem. A nuvem, por sua vez, é um serviço que permite acesso e armazenamento remoto de dados, arquivos e aplicações. Já o Data Center Virtual se baseou em todo esse conceito para entregar o que chamamos de IaaS (Infraestrutura como Serviço), onde as empresas conseguem montar todo o seu data center através de um painel de controle na nuvem, esquecendo completamente o conceito de data center e máquinas físicas.

Você já faz uso cotidiano de Cloud Computing quando realiza transações financeiras a partir do celular, acessa um arquivo em um repositório online ou assiste filmes no Netflix, por exemplo.

No meio empresarial, essa mesma tecnologia possibilita que documentos e programas sejam acessados por diferentes plataformas através da internet, em qualquer lugar do mundo, bastando para isso um login e uma senha. Mas como isso afeta os custos do seu negócio?

Onde os custos são reduzidos

É importante entender que, com o Data Center Virtual (ou VDC – Virtual Data Center), os servidores, storages, switches e roteadores deixam de ser armazenados em data centers locais ou físicos (modelo sala cofre ou co-location, por exemplo) e passam a operar dentro da nuvem, protegidos por medidas rígidas de segurança. Muda completamente o conceito de aquisição de equipamentos físicos (CAPEX) para uma assinatura recorrente mensal (OPEX), mas falaremos melhor sobre CAPEX x OPEX mais abaixo.

Quando uma empresa opta por manter um data center físico (sala cofre ou co-location), ela precisa investir em uma série de questões operacionais e de infraestrutura, como:

  • aquisição de servidores, equipamentos e soluções tecnológicas;
  • contratação de profissionais especializados para manutenção e gestão de toda a infraestrutura física;
  • compra de softwares;
  • gastos com energia elétrica;
  • compra ou aluguel de espaço físico;
  • entre outros exemplos.

A solução de Data Center Virtual, por outro lado, é vendida como serviço e sob medida, de acordo com as necessidades específicas de cada cliente. Ou seja, você só vai pagar pelos recursos computacionais que forem utilizados (storage, memória, CPU e banda), de forma semelhante às faturas de água ou energia elétrica.

Além disso, a gestão e a manutenção de infraestrutura, monitoramento e atualizações de tecnologias deixam de ser tarefas da sua equipe de TI e passam a ser responsabilidade do provedor de cloud contratado. A sua empresa pode esquecer totalmente que existe um ambiente físico por trás, assim como as necessidades de gerenciamento e manutenção dessa infra.

Percebeu como o Data Center Virtual reduz os gastos com aquisição de equipamentos e gerenciamento de infraestrutura? Veja mais benefícios dessa tecnologia para o orçamento dos seus negócios:

Flexibilidade

A solução de Data Center Virtual é muito mais flexível do que os data centers físicos, pois são altamente escaláveis e permitem expandir ou reduzir os recursos computacionais disponíveis sempre que for necessário.

Vamos supor que os seus negócios estejam se preparando para a chegada das vendas de fim de ano. No Data Center Virtual, basta duplicar os recursos computacionais no painel de controle, e reduzi-los novamente após a passagem dos picos de vendas, e consequentemente dos picos de consumo de recursos.

Tal elasticidade não seria possível no caso de um data center físico. Para começar, seria preciso adquirir novos bens de capital, como servidores e storages, para ampliar toda a infraestrutura física do seu data center. Além da grande demora e do alto custo para concluir esse upgrade, após a passagem do período de pico, o que você faria com a infraestrutura física já comprada? Com certeza ficaria ociosa, tendo ainda o custo para manter ativo (espaço nos racks e energia elétrica).

Tecnologia de ponta

Todos os meses surgem modelos mais avançados e eficientes de equipamentos de TI. Por isso, quando uma empresa opta por manter um data center físico, não é incomum que todos os seus equipamentos estejam obsoletos dentro de um prazo de 3 ou 4 anos.

E nos casos de negócios com picos de vendas sazonais, a ampliação da infraestrutura física pode não justificar o alto investimento necessário, já que os equipamentos adquiridos vão cair na obsolescência assim que as vendas esfriarem.

Por isso é possível afirmar que o Data Center Virtual diminui os gastos com infraestrutura sem diminuir o desempenho da TI, já que você poderá utilizar tecnologia de ponta a um custo bem mais baixo do que se mantivesse um data center físico.

Retorno sobre investimento

A implementação do Data Center Virtual pode ser traduzida na migração de CAPEX (Capital Expenditures) para OPEX (Operating Expenses).

Isto é, em vez de investir na compra de bens de capital, como hardwares e softwares de última geração, sua empresa passa a flexibilizar os custos operacionais ou mesmo terceirizar serviços para garantir a continuidade dos negócios.

Ao cortar os investimentos para a expansão e gerenciamento de toda a infraestrutura de data center físico da sua empresa, o Data Center Virtual pode gerar uma economia de até 40% no orçamento.

Além disso, como as suas equipes de TI não precisarão mais lidar com as questões de infraestrutura física, sobrará mais tempo para focar nos objetivos prioritários do seu negócio, gerando aumento de produtividade.

Em outras palavras, a implementação do Data Center Virtual vai agregar mais valor estratégico ao seu negócio, especialmente se você pretende acompanhar a tendência da transformação digital e se manter competitivo no mercado nos próximos anos.

Segurança

Alguns gestores de TI ainda hesitam em aderir ao Cloud Computing e Data Center Virtual, com o argumento de que a nuvem não garante toda a estrutura de segurança necessária para os dados corporativos. Isso não é verdade.

Basta analisar um data center local: como qualquer outra estrutura da empresa, ele fica sujeito a danos físicos, problemas decorrentes da falta de manutenção dos equipamentos, desastres naturais (inundações e incêndios, por exemplo), invasões ou até mesmo roubos por parte de terceiros.

Um Data Center Virtual, por outro lado, fica em um ambiente altamente protegido, com padrões de segurança bastante rígidos. E como você já sabe, é responsabilidade do provedor contratado garantir a segurança dos dados e aplicações armazenados na nuvem, estabelecendo os níveis de serviço esperados já na etapa do contrato.

E mesmo que ocorram problemas na infraestrutura do seu fornecedor de Data Center Virtual, a nuvem permite a realização de Disaster Recovery (DR) também como serviço — ou seja, o redirecionamento para um outro data center, evitando que a operação do seu negócio seja prejudicada. O próprio provedor de cloud pode oferecer DR na elaboração do seu projeto, mantendo em um único contrato uma solução completamente espelhada e redundante para o seu data center.

E então, esse post foi útil para você? Que tal continuar acompanhando conteúdo de qualidade sobre esse assunto? É fácil: assine o nosso feed e fique por dentro das postagens mais atuais!

Se quiser bater um papo com o nosso time ou tomar um café para conversarmos melhor sobre como migrar para um Data Center Virtual, fale conosco!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>