Passo a passo para fazer uma migração para a nuvem

passo-a-passo-para-fazer-uma-migracao-para-a-nuvem.jpeg

Para mover uma infraestrutura de TI para a nuvem com sucesso, é necessário dedicação a pesquisa e uma abordagem reflexiva. Seu negócio pode se beneficiar enormemente com a migração para cloud, principalmente em termos de velocidade, eficiência e custo, mas precisará seguir um planejamento bem definido para não colocar em risco a perda de dados e sistemas no processo.

Este post tem como objetivo fornecer os principais passos que você deve dar para assegurar uma migração bem-sucedida. Aproveite as dicas e eleve o patamar produtivo do seu negócio.

1. Certifique-se de que as partes interessadas estejam envolvidas

Migrar uma infraestrutura de negócios para a nuvem exige muita seriedade e todos os profissionais envolvidos no projeto devem fazer parte do planejamento e execução. Além disso, como coordenador do projeto, você precisa garantir que eles se entendam e reconheçam bem o papel deles em cada processo.

Para garantir um grau de envolvimento mais alto é bom explicar por que a organização optou por migrar seus dados e sistemas para a nuvem e como isso será positivo também para eles.

2. Pense em como os processos serão executados

Grande parte do planejamento de migração para nuvem envolve reflexão. Aliás, o pensamento de forma holística é o que ajuda a gerar ideias e formar um plano mais coeso e seguro.

Então, pense em como os processos que são executados hoje, passarão a funcionar no ambiente online. Ou seja: haverá modificações na estrutura dos processos? Eles serão executados como planejado? Como os serviços prestados pela sua empresa serão afetados?

Faça essas perguntas a si mesmo e busque respostas com os profissionais envolvidos no projeto e também com o provedor de cloud computing.

3. Determine o que será migrado para a nuvem

Você precisa avaliar a sua infraestrutura de TI atual para considerar de maneira estratégica o que deve funcionar na nuvem e o que pode continuar offline.

Aplicativos, softwares, dados e outros ativos de TI devem ser considerados nessa análise e ajudar você a tomar uma decisão sobre o que pode ser migrado para a nuvem e o que não precisa, bem como o que pode esperar para ser migrado em outro momento.

4. Planeje a migração para nuvem com cuidado

Agora que você já tem um mapa mental contendo as melhores ideias sobre como a migração para cloud vai acontecer, o próximo passo é planejar cada etapa, sendo detalhista e documentando o planejamento. Veja o que considerar:

  • liste os profissionais envolvidos no projeto;
  • defina as responsabilidades de cada profissional;
  • aponte o que será migrado, quando e como;
  • descreva as formas de controle e monitoramento;
  • estabeleça limites de tempo (prazos).

5. Considere um plano de migração por etapas

Organizar uma migração para nuvem por etapas, permite que você elimine a necessidade de interrupções no negócio durante o processo. Mesmo que seja necessário paralisar as operações, isso deve ser rápido e afetar apenas um ou alguns poucos setores da empresa.

Então, mova uma área do negócio de cada vez. Sempre que finalizar uma etapa, certifique-se de que tudo correu bem e que o processo esteja realmente finalizado para começar a próxima etapa no tempo certo. Se for possível, antes de avançar, teste e avalie a etapa de migração concluída.

6. Garanta sincronia ao processo de migração

Se a sua empresa possui mais de um ponto (filiais), negócios mesclados entre lojas físicas e virtuais e/ou atende segmentos variados, o seu planejamento deve ser ainda mais cuidadoso. Digo isso por que, a migração deve englobar toda empresa ou grupo de empresas, ocorrendo de forma sincronizada.

Isso vai exigir uma boa comunicação, empenho, muita atenção, monitoramento, controle e testes em tempo real das etapas. É um trabalho árduo, mas necessário. A integração entre as unidades é crucial para o sucesso da migração. Se deixar alguma para trás, vai impedir que ela se beneficie da agilidade e redução de custos, tornando os negócios por ela vulneráveis a lacunas de segurança.

7. Escolha o tipo de serviço que precisa

Hoje, existem 3 tipos de nuvem mais conhecidas no mercado (pública, privada e híbrida) e escolher o modelo certo será vital para elevar o nível das operações do negócio. O ideal é que, para isso, você baseie a escolha nas necessidades e objetivos da empresa, levando em consideração as opções de SaaS (Software as a Service), PaaS (Platform as a Service) e IaaS (Infrastructure as a Service).

8. Escolha o provedor de cloud

Toda organização possui necessidades únicas e um parceiro efetivo deve atuar na mesma direção, compartilhando os mesmos objetivos que o seu negócio. Nesse caso, o provedor deve ser visto como um parceiro onde os objetivos alcançados sejam benéficos para ambos na mesma proporção.

Então, selecione um fornecedor que tenha objetivos alinhados com a sua estratégia de migração e envolva-os em todas as etapas da transformação digital para criar um relacionamento forte e produtivo. Provedores de nuvem com amplitude e profunda experiência no segmento são os mais indicados.

9. Execute o planejamento

A primeira coisa que deve fazer antes de dar início a migração é o backup de seus servidores e dados existentes para garantir que não perca nada no processo. Certifique-se de que seus dados e sistemas estejam seguros e facilmente recuperáveis.

O próximo passo é a implementação (migração) dos sistemas e aplicações. Configure o ambiente na nuvem para recebê-los e realize o provisionamento, conexões e testes de todos os componentes individuais e em sua totalidade para verificar o funcionamento de forma integrada.

Agora é hora de transferir os dados existentes para o ambiente em nuvem para que a continuidade do negócio seja mantida. A primeira carga de dados pode levar mais tempo para ser totalmente transferida e talvez você precise fazer mudanças para adaptarem eles as configurações da nuvem.

O passo final para a migração é testar e ajustar. Uma vez que os dados e sistemas foram movidos para a nuvem, você precisa garantir que tudo funcione corretamente. Para isso, teste todas as conexões.

É importante lembrar que o departamento de TI da sua empresa, em parceria com o provedor de cloud, deve desempenhar um papel crucial no processo, garantindo que as operações mais críticas não sejam interrompidas durantes as etapas de migração.

10. Monitore a migração

Uma vez que a migração for totalmente concluída com sucesso, é importante implementar sistemas e métodos de controle e monitoramento para ajudar a identificar e corrigir quaisquer problemas que possam surgir no novo ambiente de trabalho.

A migração para nuvem deve garantir uma série de benefícios ao negócio e, se bem implementada e alinhada com a empresa, permitirá o desenvolvimento de uma vantagem competitiva forte diante da concorrência. Não perca mais tempo e dinheiro. Comece ainda hoje um planejamento de migração do seu negócio para a nuvem.

Quer saber mais sobre data center e migração para nuvem? Então, siga-nos nas redes sociais (Facebook, Twitter e LinkedIn) e receba sempre conteúdos exclusivos em primeira a mão!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>