WAF — O que é e para que serve o Web Application Firewall?

waf-o-que-e-e-para-que-serve-o-web-application-firewall.jpeg

Desde sua introdução, os firewalls para redes e computadores aumentaram significativamente a segurança de indivíduos e organizações. Com as modalidades cada vez mais complexas de ciberataques, no entanto, muitas dessas tradicionais ferramentas deixaram de representar a proteção absoluta do ambiente.

Como evitar essa situação e não deixar as empresas vulneráveis a ataques que possam prejudicar os seus negócios? A urgência em proteger os dados fez surgir novas soluções de segurança, como o Web Application Firewall — ou, simplesmente, WAF.

Se você possui um negócio baseado na web e ainda não conhece essa alternativa de segurança, a leitura deste artigo é fundamental. Aqui, vamos mostrar o que é o WAF e como você pode tirar proveito dessa tecnologia para aumentar drasticamente o nível de segurança da sua empresa. Além disso, detalharemos também o seu funcionamento e listaremos os seus principais benefícios e recursos.

E aí, está interessado? Então continue com a gente e siga a leitura!

Entenda o que é o Web Application Firewall

O WAF é um novo tipo de firewall criado para combater as ameaças que estão além das capacidades dos firewalls tradicionais. Ele cria uma barreira entre o seu serviço baseado na web e todo o resto da Internet, bloqueando e protegendo sua aplicação de ações criminosas, como manipulação de conteúdo exibido, conhecida como “pixação”, injeções indevidas em banco de dados de padrão SQL (Structured Query Language) ou simplesmente “SQL Injection”, determinados tipos de fraudes em acesso administrativo e várias outras espécies de ciberataques.

A maneira como o WAF atua garante que todos os tipos de negócio tenham suas redes protegidas adequadamente, ajudando as equipes de TI no combate às principais ameaças e assegurando a continuidade das operações da empresa.

Compreenda como o WAF funciona

O Web Application Firewall trabalha para impedir qualquer exposição de dados não autorizada em um site ou aplicativo baseado na web.

Não é exagero algum dizer que um ataque organizado a um site é capaz de arruinar um negócio, especialmente lojas virtuais que armazenam os dados dos usuários: sem a segurança adequada, essas informações podem facilmente cair nas mãos de cibercriminosos.

O WAF trabalha monitorando, filtrando e bloqueando automaticamente o tráfego de dados potencialmente maliciosos, liberando a TI da sua empresa para decidir quem terá o acesso impedido.

Além disso, ele também é altamente escalável, permitindo a definição de um conjunto de regras para evitar os ataques mais comuns.

Banner E-book Data Center Virtual

Saiba quais os tipos de Web Application Firewall

O WAF pode ser executado como uma aplicação de rede, plug-in de servidor ou serviço na nuvem. Cada tipo apresenta suas vantagens e desvantagens, como você pode ver a seguir.

WAFs de rede

Esse modelo é normalmente baseado em hardware e, por ser instalado localmente, tende a ser mais rápido. Seu gerenciamento é normalmente oferecido como um serviço, o que pode tornar as coisas mais simples — e, por ter um conjunto central de assinaturas e opções de configuração, vários aplicativos podem ser protegidos com menos esforço.

Como ponto negativo dos WAFs de rede, podemos apontar os altos custos não apenas do hardware necessário para a implementação da tecnologia, mas de todas as suas dependências, tais como contingência de energia por gerador e links redundantes de Internet de altíssima largura.

WAFs de host

A maior vantagem desse modelo é a possibilidade de incluir opções de personalização a um custo baixo — afinal, como é totalmente baseado em software, ele pode ser integrado no próprio código do aplicativo.

Porém, a tarefa de gerenciar os WAFs de host pode ser um tanto desafiadora, já que eles demandam bibliotecas locais, ambientes compatíveis (como Java ou .net) e são dependentes de recursos de servidores locais para funcionarem de forma eficaz.

WAFs na nuvem

Já os WAFs hospedados na nuvem são geralmente administrados pelos provedores do serviço, que disponibilizam uma interface de configuração adequada às necessidades do cliente. Além de fáceis de implantar, são oferecidos em modelo de assinatura — o que os transforma na opção mais econômica e escalável de todas.

Desafios da administração WAF

Independentemente do tipo de WAF que for implementado, é recomendável que a equipe de TI faça alguns treinamentos de administração. Em muitos casos, quanto mais uma empresa desejar ter um papel profundo nas configurações de gerenciamento, mais treinos serão necessários.

Seja quem for que administre o Web Application Firewall, é importante ter ainda um time de desenvolvimento envolvido na tarefa, já que um WAF configurado incorretamente pode ter impacto negativo na performance e disponibilidade da aplicação que protege.

Uma alternativa para eliminar a necessidade desses esforços pela empresa é contratar os serviços de um IaaS (Infrastructure as a Service, ou Infraestrutura como um Serviço).

Por uma taxa fixa mensal, você pode contar com o auxílio de profissionais especializados que cuidarão de todas as tarefas relacionadas ao WAF, liberando o seu time de TI para as tarefas estratégicas da companhia.

Descubra quais são os benefícios do WAF

A seguir, listamos para você algumas das principais vantagens do Web Application Firewall. Confira!

Segurança eficiente

A configuração do painel de controle costuma ser simples. É muito fácil estabelecer as regras necessárias para impedir que pessoas mal-intencionadas tirem a aplicação do ar, roubem informações e causem prejuízos financeiros.

Um log de eventos também possibilita a verificação dos detalhes de cada acesso, permitindo ao administrador escolher o que será bloqueado.

Por fim, também é possível usar o WAF em um modo de simulação, evitando o bloqueio de acessos legítimos até que os administradores entendam detalhadamente o tipo de acesso que deverá ser barrado.

Cloud-Server-EVEO-336x280

Proteção contra os dez maiores riscos de segurança

O WAF fornece proteção garantida contra as dez ameaças de segurança mais críticas identificadas pela comunidade on-line OWASP (Open Web Application Security Project, ou Projeto Aberto de Segurança em Aplicações Web). São elas:

  1. Injection;
  2. Broken Authentication and Session Management;
  3. Cross-Site Scripting (XSS);
  4. Broken Access Control;
  5. Security Misconfiguration;
  6. Sensitive Data Exposure
  7. Insufficient Attack Protection;
  8. Cross-Site Request Forgery (CSRF);
  9. Using Components with Known Vulnerabilities;
  10. Underprotected APIs.

Economia de tráfego e infraestrutura

O tráfego proveniente de ataques consome banda de Internet, infraestrutura e recursos operacionais. Como o WAF bloqueia esses acessos inconvenientes, sua empresa acaba evitando todos esses gastos desnecessários.

Viu só como o Web Application Firewall é um importante aliado para o seu negócio? Agora, reflita sobre a melhor opção para a sua empresa e garanta uma segurança muito maior. Qual é o WAF que você pretende implementar na sua companhia? Diga para nós aí nos comentários. Até o próximo post!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>