Author

3-passos-para-uma-gestao-de-dados-eficiente-na-sua-empresa.jpeg
Mercado,

3 passos para uma gestão de dados eficiente na sua empresa

0 comentários

O volume de informações digitais geradas pelas empresas segue aumentando, assim, considerando a importância que elas têm para os negócios, cada vez mais se torna necessário investir em soluções que agreguem maior eficiência à gestão de dados. Hoje, sabemos que isso vai além do uso das melhores ferramentas, implicando também metodologias inovadoras.

Foi pensando nisso que decidimos fazer este post. Queremos ajudar você a aumentar o potencial de coleta, armazenamento e análise dos dados corporativos, além de deixar os processos mais simplificados. Gostou da ideia? Então descubra, a partir de agora, 3 passos fundamentais para agregar eficiência à gestão de dados da empresa!

1. Estabeleça uma mudança de cultura

É essencial que todos os colaboradores envolvidos no processo enxerguem a gestão de dados como uma solução que precisa de aprimoramento constante para oferecer alto desempenho. Isso depende de uma linha de raciocínio que só pode ser criada e abranger todos os setores com a implementação de uma cultura apoiadora.

Para quem acredita que as ferramentas de ERP (Enterprise Resource Planning), CRM (Customer Relationship Management), Big Data analytics e BI (Business Intelligence) devem fazer todo o trabalho sozinhas, saiba que, apesar de elas entregarem um alto nível de automação, a configuração dos processos, o monitoramento e o controle são de responsabilidade dos profissionais.

Ou seja, não adianta ter os melhores sistemas à disposição, se a equipe não estiver engajada nem assumir responsabilidades pelas funções. Por isso, o recomendável é que a empresa invista no treinamento e motive a participação intensa dos profissionais para assumirem a causa e desenvolver uma cultura baseada no apoio.

2. Desenvolva modelos de análise

Os modelos de gestão tradicionais envolvem a automação dos processos de coleta, classificação e armazenamento seguro dos dados. Porém, podem ser mais eficientes ao estabelecer automação também aos padrões de análise. Tudo vai depender da configuração. Cada empresa tem uma necessidade diferente de informações, e os modelos de análise devem considerar isso, abrangendo somente dados realmente relevantes no processo.

Banner E-book Data Center Virtual

Esse cuidado ajudará a reduzir o volume de dados armazenados inutilmente e facilitará o atendimento às normas legislativas e de conformidade. Tais políticas de análise devem ser comunicadas aos profissionais e passar a representar um modelo que contribua para a formação da cultura no setor de TI.

Resumindo, a maioria dos sistemas entrega ferramentas de análise automáticas com configurações padronizadas. Você deve reconfigurar esses modelos com base nas necessidades da empresa para alcançar o nível de eficiência que precisa.

3. Socialize as informações

Em todas as empresas, cada profissional tem a sua parcela de responsabilidade nos resultados. Por isso, o ideal é que trabalhem em equipe, compartilhando as informações de melhoria. Como o exemplo deve vir de cima, os gestores precisam dar o primeiro passo e manter os profissionais sempre bem informados, aumentar o nível de parceria e atuar mais como apoiadores de tarefas.

Quando o grau de transparência for satisfatório, todos ficarão agradecidos e se sentirão mais parte da equipe, resultando em um envolvimento maior com os projetos. Então, quebre a barreira do sigilo, principalmente das informações que possam afetar a produção individual e coletiva.

Algumas ferramentas permitem unir as atividades de gestão dos dados com a comunicação em um único sistema. Além disso, painéis de monitoramento de desempenho podem ser desenvolvidos para disponibilizar as informações de prazos, por exemplo, para que todos os integrantes da equipe visualizem. Essa pode ser uma boa forma de estimular a socialização das informações entre as equipes de trabalho da empresa, motivando uma gestão mais colaborativa.

Na gestão de dados, os processos de coleta, armazenamento e análise continuam sendo de extrema importância para a empresa. Mas se quiser agregar eficiência a eles, deve adotar essas medidas.

Gostou das dicas? Siga a EVEO nas redes sociais agora mesmo e fique sempre por dentro do assunto. Estamos presentes no Facebook, Twitter e LinkedIn!

por-que-a-nuvem-e-indispensavel-para-as-empresas-de-saas.jpeg
Cloud Computing,

Por que a nuvem é indispensável para as empresas de SaaS?

0 comentários

Ao oferecer software como serviço, as empresas sabem que precisam contar com diversos requisitos de infraestrutura, como a alta disponibilidade dos serviços oferecidos, a segurança da informação, flexibilidade dos dados, entre outros. Por isso, a nuvem para as empresas de SaaS é tão importante quanto ter o sistema funcionando perfeitamente.

Além disso, a cada dia surgem novas soluções de softwares que dispensam os pacotes com licenças caríssimas. Também está cada vez mais raro o uso de softwares em que não seja possível acessá-los remotamente. Desse modo, as empresas de SaaS precisam contar com parceiros para prover a infraestrutura essencial ao seu negócio.

A seguir, mostraremos a importância da nuvem para as empresas que fornecem software como serviço e os principais benefícios ao optar por uma infraestrutura na nuvem. Acompanhe!

Entenda a importância da nuvem para as empresas de SaaS

O SaaS — Software as a Service — é uma maneira mais econômica de distribuição de software. Isso porque não é feita a venda tradicional da licença de software com cds de instalação ou download do produto. Dessa maneira, o software não precisa ser instalado no computador do usuário, salvo algumas exceções, como em softwares de backup ou antivírus.

Ao optar pelo uso do software como serviço, é concedido ao usuário a licença de uso do software pela internet, que pode ser mensal, semestral, anual etc. Outra característica do software é permitir que o usuário escolha e configure as principais funcionalidades do sistema.

Assim, o sistema é acessado remotamente por meio de um dispositivo com conexão com a internet. Dessa maneira, hospedar o sistema na nuvem é fundamental para garantir essa disponibilidade. Além disso, a empresa pode redirecionar recursos para serem investidos no foco principal do seu negócio, que é o desenvolvimento de sistemas.

A infraestrutura de cloud computing pode ser disponibilizada de três formas. A primeira é a nuvem privada, em que toda a infraestrutura utilizada é montada exclusivamente para a empresa. Já na nuvem pública, todos os recursos de infraestrutura pertencem a um provedor de serviços, enquanto que a nuvem híbrida é uma mistura entre os dois modelos.

Grandes empresas fornecedoras de SaaS já possuem seus sistemas armazenados na nuvem, como Netflix, Google, Spotify, Uber, entre outras. Ao optar pela nuvem pública, as empresas podem contar com inúmeros benefícios, que veremos em detalhes a seguir.

Veja os benefícios de manter a infraestrutura do SaaS na nuvem

Segurança da informação

A preocupação com a segurança da informação é extremamente elevada em sistemas SaaS. Dessa maneira, ao optar por armazenar o sistema na nuvem, além de contar com uma equipe de profissionais especializados, o provedor oferece uma série de garantias, entre elas:

  • redundância do data center;
  • proteção contra ameaças virtuais;
  • recursos avançados de monitoramento de requisitos de segurança;
  • backup dos dados.

Além disso, as empresas provedoras de serviço de nuvem investem constantemente em segurança da informação, já que manter os dados em segurança é fundamental para a credibilidade dos serviços em TI.

Banner E-book Data Center Virtual

Acessibilidade

Um dos pré-requisitos para as aplicações SaaS é a acessibilidade. Por estar na nuvem, o sistema está disponível a qualquer momento e a qualquer dispositivo conectado à internet. Além disso, as requisições dos usuários podem ser feitas a partir de localizações geográficas diferentes, o que exige uma maior capacidade de processamento. Portanto, o provedor é capaz de atender um grande número de acessos simultâneos, mantendo o desempenho satisfatório.

Flexibilidade dos dados

Outro motivo importante ao optar por uma infraestrutura na nuvem é o crescimento rápido do negócio. Em um Data Center Virtual (Software Defined Data Center – SDDC) por exemplo, é possível redimensionar a infraestrutura contratada rapidamente e com custo bem mais atrativo do que a compra de máquinas robustas.

Dessa maneira, por meio de um painel de controle, é possível gerenciar todos as configurações disponíveis.

Baixo custo de instalação

A economia é um grande atrativo ao optar por hospedar o SaaS em servidores virtuais (VMs) rodando na nuvem. Isso porque a empresa não precisa fazer um grande investimento em hardwares e softwares, basta contratar o pacote que melhor se adequar às suas necessidades.

Desse modo, por não haver necessidade de investimentos com infraestrutura e espaço físico, é possível conferir uma redução significativa dos custos de instalação.

Riscos reduzidos

O SaaS é um sistema que requer alta disponibilidade. Isso significa que não pode parar para manutenções, problemas técnicos etc. Por isso, ao hospedá-lo na nuvem, a empresa conta com toda a infraestrutura do provedor de modo a garantir a alta disponibilidade do serviço oferecido.

Monitoramento funcional

Acompanhar o funcionamento do ambiente é essencial para detectar possíveis problemas que possam aparecer, como espaço de armazenamento próximo ao limite, entre outros. Além disso, é possível verificar se há alguma indisponibilidade do sistema por meio de testes funcionais. Dessa maneira, é possível tomar ações preventivas.

Servidor Dedicado EVEO

Redução de custos com pessoal

Ao optar por manter o SaaS hospedado na nuvem, há uma significativa redução de custos. Isso porque além da enorme economia feita por não precisar investir em infraestrutura própria, ainda há a economia referente ao pessoal especializado nessa área, que não será preciso contratar, já que todo o suporte é oferecido pelo provedor do serviço.

Conheça as tendências de mercado sobre SaaS

Por ser um modelo diferenciado e relativamente novo de distribuição de software, o SaaS oferece inúmeros benefícios aos seus clientes e, com isso, cresce a cada dia. Conforme a pesquisa feita pela Cisco® Global Cloud Index (2016-2021), a tendência de crescimento do setor é animadora.

Segundo a pesquisa, até 2021 o SaaS será o tipo de serviço na nuvem que mais crescerá. A previsão é de que serão 75% de todas as cargas de trabalho de nuvem, que significará um crescimento de 23% de 2016 a 2021.

O principal motivo desse crescimento é o aumento da confiança dos serviços em nuvem. Inicialmente, o principal tipo de nuvem utilizada era a privada, aquela em que é geralmente gerenciada pela própria empresa. No entanto, com a alta demanda de serviços SaaS, ocorreu o aumento da utilização da nuvem pública.

Enfim, o mercado de software como serviço está em constante crescimento. Por isso, a nuvem para as empresas de SaaS é essencial, além de proporcionar inúmeros benefícios, como redução de custos, monitoramento funcional etc. Além disso, a empresa não precisa se preocupar com investimentos de última hora em infraestrutura, pois, conforme a necessidade, basta redimensionar os recursos por meio do painel de controle.

Gostou do nosso conteúdo sobre a importância da nuvem para as empresas de SaaS? Então entre em contato com a EVEO e conheça as nossas soluções para a sua empresa.