Artigos

Curiosidades

entenda-como-o-conceito-de-gemeos-digitais-pode-revolucionar-a-industria.jpeg
Curiosidades,

Entenda como o conceito de Gêmeos Digitais pode revolucionar a indústria

0 comentários

Embora o conceito de gêmeos digitais esteja presente no mercado desde 2002, foi graças à evolução da Internet das Coisas (IoT — Internet of Things) que sua implementação se tornou mais viável. O método é tão imperativo para os negócios de hoje que foi apontado pela Gartner como uma das dez principais tendências tecnológicas estratégicas para a década.

Ainda não conhece a tecnologia? Então, este post é para você. Confira a partir de agora o que são gêmeos digitais, quais são as vantagens de sua implementação e como aplicá-los no negócio!

O que são gêmeos digitais?

Um gêmeo digital é uma representação virtual de um item ou sistema físico. Ou seja, são réplicas digitais de dispositivos e objetos físicos que os analistas de dados e profissionais de TI podem usar para simular o funcionamento em diversas condições antes que eles sejam criados e lançados ao mundo real.

Para ser mais preciso, um gêmeo digital é um programa de computador que coleta dados do mundo real sobre um objeto físico ou sistema e produz resultados a partir de simulações de como eles se comportariam, ou seriam afetados pelas condições em cenários configurados especificamente para o teste.

A ideia surgiu quando a NASA ainda adotava maquetes em escala de tamanho real das cápsulas espaciais, usadas no solo para espelhar e diagnosticar problemas em órbita. Elas deram lugar a simulações totalmente virtuais. A partir daí, a tecnologia evoluiu e já inclui prédios, fábricas e até mesmo cidades inteiras em simulações digitais. Especialistas da área dizem que o próximo passo é criar gêmeos digitais para pessoas, expandindo ainda mais o leque de possibilidades.

Quais são os benefícios dessa estratégia?

À medida que as “coisas” se tornam cada vez mais conectadas por meio da IoT, aumenta a capacidade de produzir dados. Nesse cenário, ter um equivalente digital fornece aos analistas e outros profissionais de TI o poder de simular e otimizar os processos de criação e implementação de novos produtos e serviços ao mercado. Isso deve permitir o alcance da máxima eficiência, principalmente sobre as condições testadas.

O emparelhamento dos mundos virtual e físico também permitirá planejar o futuro, prevendo problemas antes que eles ocorram de fato, tempo de inatividade e o surgimento de novas oportunidades. Tudo por meio da simulação virtual de cenários hipotéticos.

E tem mais, os gêmeos digitais devem mudar a maneira como as tecnologias de IoT, AI (Artificial Intelligence) e big data analytics operam, contribuindo para a evolução de suas ferramentas. Como resultado, as empresas devem se beneficiar com a maior diferenciação de seus produtos e serviços, redução dos custos a partir de processos mais eficientes, redução do tempo de produção, entre outras vantagens.

Banner E-book Data Center Virtual

Como o método pode ser implementado?

Primeiro, pense nos gêmeos digitais como uma conexão entre os mundos físico e digital. Para isso ser concretizado, sensores de coleta de dados precisam ser integrados aos itens físicos. A conexão, então, acontece por meio de um sistema baseado em nuvem (cloud computing), que recebe e processa todos os dados captados pelos sensores.

No processo, lições são aprendidas e oportunidades são descobertas, dentro do ambiente virtual, que podem ser aplicadas ao mundo real. Essas simulações geram experiências que devem contribuir para a transformação de negócios.

O processo pode ser um pouco complexo de início. Se não tiver os profissionais, equipamentos e sistemas certos na empresa, fazer o trabalho sozinho pode ser demorado, custoso e passível de falhas. Por isso, o recomendável é contar com o apoio de especialistas na área. Assim, a empresa pode implementar o método com maior rapidez, baixo custo e sem riscos de erros.

Como se pode ver, o conceito de gêmeos digitais pode revolucionar os processos corporativos, trazendo grande vantagem competitiva às empresas. Então, fique ligado nessa tendência e outras que vem por aí!

Gostou da novidade? Conheça agora os melhores sites de TI para acompanhar as tendências do mercado.

analitica-aumentada-o-que-eu-preciso-saber-sobre-o-assunto.jpeg
Curiosidades,

Analítica Aumentada: o que eu preciso saber sobre o assunto?

0 comentários

Você já ouviu falar em Analítica Aumentada? Essa e outras aplicações estão entre as maiores tendências tecnológicas para os próximos anos. Segundo alguns especialistas, a Analítica Aumentada está entre as principais tecnologias de análise de dados do futuro, marcando o que se considera a próxima onda neste nicho da informação.

Mas você sabe exatamente o que é e para que serve a Analítica Aumentada? Continue lendo este artigo para descobrir isso e muito mais!

O que é Analítica Aumentada?

Do inglês “Augmented Analytics”, a Analítica Aumentada é uma área da Inteligência Aumentada que utiliza machine learning e geração de textos para automatizar o tratamento de dados, possibilitando o seu compartilhamento. Ou seja, ela é uma tecnologia responsável por automatizar os insights em cima dos dados, complementando a inteligência humana por todo o ciclo de vida analítico.

Para que serve a Analítica Aumentada?

A quantidade de dados que temos acesso só tem aumentado. E, no meio corporativo, esses dados são a base para a tomada de decisões muito importantes para o futuro da empresa e dos colaboradores. Por isso, é essencial tratar esses dados com muita atenção. Entretanto, nem sempre isso é possível, seja pela quantidade de dados, seja pela velocidade com que eles são inseridos na nossa realidade.

Dessa forma, contar com uma tecnologia não somente capaz de analisar grandes quantidades de dados, mas tratá-los e separá-los de maneira inteligente, criando insights prontos para serem compartilhados é, na verdade, um grande salto para os cientistas de dados e para os próprios algoritmos de automação.

Banner E-book Data Center Virtual

Qual o diferencial da Analítica Aumentada?

Além da criação de insights prontos para serem consumidos, o grande diferencial da Analítica Aumentada reside na capacidade da tecnologia de identificar padrões ocultos nos bancos de dados, o que auxilia na remoção do viés pessoal das análises.

Dessa forma, as chances de que os dados sejam trabalhados de maneira tendenciosa, seja no seu tratamento, seja na sua análise, diminuem drasticamente. E essa tendência de incluir um lado pessoal na análise dos dados nem sempre é consciente, podendo ocorrer de maneira natural e involuntária. Com a Analítica Aumentada, isso está fora de cogitação.

Como a Analítica Aumentada pode ajudar empresas?

Com todos tendo acesso a grandes quantidades de dados, encontrar um diferencial na forma como as empresas utilizam esse recurso está cada vez mais difícil. Entretanto, com o uso da Analítica Aumentada, algumas empresas podem sair na frente da concorrência, se destacando na aplicação de seus dados coletados de maneira muito mais eficiente.

Por meio do uso do Big Data, é possível lançar mão de recursos analíticos avançados, auxiliando na criação, por exemplo, de campanhas de marketing muito mais precisas e assertivas, com um público-alvo mais bem analisado e direcionado.

A Analítica Aumentada também pode ser utilizada para o aumento da produtividade das empresas. Ao analisar os dados de um ciclo de produção e das operações existentes, a tecnologia pode criar insights oferecendo oportunidades de melhorias, identificando gargalos e sugerindo alterações no processo, tornando-o muito mais otimizado e eficiente.

Considerada uma das maiores tendências tecnológicas dos próximos anos, a Analítica Aumentada é vista como uma grande possibilidade de melhorias significativas na maneira como os dados são utilizados hoje em dia. E você, imagina algum outro uso para a Analítica Aumentada? Então não se esqueça de deixar o seu comentário!