Artigos

TI

conheca-3-vantagens-da-gamificacao-no-setor-de-ti.jpeg
TI,

Conheça 3 vantagens da gamificação no setor de TI!

0 comentários

Manter a motivação dos profissionais em alta é um desafio constante para as organizações. Como o setor de TI é um dos mais estratégicos para os negócios, esse objetivo se torna primordial. Mas como fazer isso de forma simples e eficiente? Uma novidade que vem ganhando força no mundo corporativo é a implementação da gamificação no setor de TI.

Ainda não conhece a estratégia? Neste post vamos esclarecer o que é gamificação, quais benefícios ela proporciona às equipes de TI e como aplicá-la na prática. Confira!

O que é e como funciona a gamificação?

Gamificação representa a incorporação da lógica e dinâmica dos games aos processos para agregar uma competitividade mais divertida ao trabalho. Por meio dela, os participantes são incentivados a aprenderem coisas novas, buscarem soluções inovadoras para problemas recorrentes com os conhecimentos adquiridos e a superarem desafios que os limitam profissionalmente.

O objetivo da estratégia não é transformar o trabalho em jogos de videogame, mas usar a mecânica deles para traduzir os resultados na vida real. Ou seja, as conquistas (wins) e os fracassos (game over) geram consequências reais para o profissional. Mecanismos de ação e recompensa são adicionados à estratégia. Assim, as obrigações do dia a dia se tornam tarefas mais empolgantes.

Quais são as vantagens de aplicar gamificação no setor de TI?

Agora que você já tem uma noção melhor do que é gamificação, conheça os principais benefícios que ela oferece às equipes de força de trabalho.

1. Aumenta a motivação e o engajamento

Quando os profissionais conseguem atingir suas metas, sentem-se mais realizados. Cada conquista gera mais satisfação, aumentando a confiança para ir além e continuar ultrapassando os próprios limites.

Como o sucesso individual dependerá do coletivo, eles ficam mais colaborativos, resultando em uma equipe mais engajada com os objetivos da empresa. Para isso, conceitos básicos dos games, como pontuações, rankings, recompensas e elevações de níveis, são incorporados ao processo.

2. Incentiva a competição saudável

A competitividade está no sangue das pessoas e a gamificação visa trabalhar isso de forma saudável nas empresas. Metas são criadas, com métricas em tempo real da jornada até o objetivo. Assim, todos os participantes têm acesso ao ranking e podem ver como estão se saindo em relação aos outros competidores.

A partir daí, cada profissional se dedica mais para não ficar para trás. Quem está na frente, por outro lado, se empenha ainda mais para não perder o posto de primeiro colocado, levando todo mundo a evoluir seus resultados junto com ele. O orgulho e a realização profissional são fatores que entram em jogo.

3. Melhora a produtividade

Quando existe um objetivo para a equipe, além do individual, os profissionais passam a colaborar mais uns com os outros, compartilhando informações que podem ajudar todos a alcançar as metas com maior rapidez. Dessa forma, os profissionais ficam cada vez mais capacitados, melhorando também a qualidade dos trabalhos entregues.

Servidor Dedicado EVEO

Como a gamificação pode ser implementada no setor de TI?

A aplicação dessa estratégia pode variar entre as empresas, mas, geralmente, é melhor implementada com a ajuda de um software ou aplicativo específico. No setor de TI, a gamificação deve envolver desafios e recompensas alinhadas com os objetivos do setor. Por exemplo:

  • pontuação computada por hora de disponibilidade dos sistemas e equipamentos no ar (meta coletiva);
  • pontuação computada por desempenho operacional e produtividade individual e em equipe;
  • pontuação computada por menor índice de bugs no desenvolvimento de softwares;
  • competição de tarefas com limite de tempo entre as equipes;
  • ranqueamento individual dos participantes visível por todos da equipe;
  • troca de pontos por recompensas (cursos profissionalizantes, dinheiro, folga, promoção etc.).

Existe uma infinidade de possibilidades para a gamificação. Por isso, o ideal é que considere as necessidades do setor e da empresa. Afinal, os objetivos precisam estar alinhados para surtirem um efeito positivo.

A criatividade também é fundamental para desenvolver uma boa gamificação no setor de TI. Nesse caso, contar com o apoio de um profissional especializado na área deve ajudar a criar e implementar uma estratégia com maior índice de sucesso.

Gostou da novidade? Compartilhe essas informações com os seus amigos nas redes sociais e torne-se influente entre eles!

storage-de-objeto-o-que-e-por-que-e-importante-e-mais.jpeg
TI,

Storage de objeto: o que é, por que é importante e mais!

0 comentários

O volume de dados digitais vem aumentando de forma exponencial nos últimos anos e os dispositivos de armazenamento tradicionais, como HDs, CDs e outras mídias físicas, não são mais suficientes para atender às demandas corporativas. O armazenamento em nuvem conseguiu resolver esse problema e baixar os custos dos serviços de storage, mas ele também precisou evoluir seus métodos para suportar a alta demanda. Você conhece o storage de objeto?

Essa nova metodologia deve otimizar as ações de migração e gerenciamento dos dados armazenados em nuvem. Confira neste artigo como o storage de objeto funciona, conheça as vantagens que ele oferece e saiba como incorporá-lo ao negócio!

O que é storage de objeto?

O storage de objeto representa um meio para armazenar dados sem hierarquias, diferente do modo convencional. Ele é mais utilizado em ambientes na nuvem, ou seja, abandona o armazenamento baseado em árvores de diretórios.

O acesso direto e global aos arquivos é a principal característica dessa solução. Com um formato que permite ações de leitura e gravação simultâneas, usando múltiplos dispositivos conjuntamente, ele dispensa tecnologias complementares ou sincronizações para funcionar.

O método é ideal para complementar os modelos de cloud storage, em que o crescimento em escala acontece de forma horizontal. Isso significa que, em vez de demandar altos investimentos em servidores maiores e mais potentes, o storage de objeto usa instâncias menores e em maiores quantidades para suportar um volume superior de carga de trabalho.

Qual a diferença para um storage de blocos?

Enquanto no storage de bloco (Block Storage) os dados entram como uma nova partição do servidor, no storage de objetos eles são administrados por chamadas, possibilitando um nível muito maior de integração com as aplicações. Além disso, como dissemos, o novo método permite acesso simultâneo por múltiplos dispositivos.

Ou seja, no storage de objetos os arquivos não são quebrados em pequenos pedaços, como acontece no modelo tradicional de storage de bloco. A ferramenta salva os dados inteiros com o metadado, contendo as informações adicionais pertencentes a eles. Isso já acontece quando são salvas imagens no Facebook ou músicas no Spotify, por exemplo, mas não conseguimos perceber a diferença com facilidade.

Banner E-book Data Center Virtual

Quais são as vantagens do storage de objeto?

O storage de objeto proporciona uma série de vantagens com relação ao armazenamento e gerenciamento de dados. Conheça agora os principais!

Escalabilidade

O ganho de uma estrutura escalável é talvez a principal vantagem desse modelo de armazenamento. Isso porque o crescimento pode acontecer sob demanda, acabando com a restrição da capacidade de armazenamento dos equipamentos físicos locais da empresa, que contêm uma quantidade de discos limitada.

Dessa forma, a empresa pode se desenvolver de maneira sustentável e sem dificuldades, já que o escalonamento acontece de forma automatizada e sem a necessidade de grandes investimentos em novos dispositivos de storage.

Acessibilidade

Hoje, a necessidade de conectividade com as informações do negócio, quase em tempo real, é grande. Porém, com o storage de objeto, isso não exige mais que os profissionais fiquem presos ao ambiente de trabalho físico.

O acesso rápido e fácil das informações por meio da internet representa uma forte vantagem da solução. Com um dispositivo em mãos e um ponto de conexão com a internet, é possível acessar os dados independentemente de onde estiver e em qualquer horário, acabando com as limitações operacionais.

Nesse caso, os profissionais podem manter a conectividade com sistemas e dados em tempo integral, aumentando a capacidade operacional da empresa. Isso se estende a demanda por servidores e colaboração remota com as equipes de trabalho externo.

Economia

Como a empresa ganha crescimento escalável e paga somente pelos espaços e recursos que usa, os investimentos em capacidade de TI ociosa podem ser economizados. Além disso, o storage de objeto é um armazenamento em nuvem. Isso elimina a necessidade de aquisições de equipamentos físicos, como servidores próprios, que possuem capacidade limitada.

Segurança

O storage de objeto possui múltipla redundância (cópias idênticas). Essa característica garante maior confiabilidade e durabilidade aos dados quando falamos da proteção contra perdas e danos. Os dados originais e as cópias de segurança também são protegidos por criptografia, tornando-os inelegíveis em casos de acessos não autorizados.

Toda essa segurança permite maior disponibilidade dos dados para o trabalho, reduzindo a perda de tempo com inoperabilidades e estimulando o aumento da produtividade.

Quais são os recursos do armazenamento de objetos?

O acesso aos dados é feito por intermédio de API (Application Programming Interface), que conta com um conjunto de rotinas e padrões de programação para acesso a um aplicativo de software ou a uma plataforma baseada na Web. A partir daí, você pode armazenar, ler, editar e excluir quantos objetos desejar.

No storage de objeto, existem bons recursos para o controle de acesso. É possível criar condições para definir quem pode entrar e usar os dados, bem como limitar os usuários a somente leitura (visualização). Como o armazenamento pode ser classificado por categorias, o controle fica mais fácil de ser constituído.

Alguns outros recursos importantes são:

  • registros de eventos (gravação, leitura, edição e exclusão de dados);
  • gerenciamento de transferência para grandes volumes de dados;
  • controle de logins por meio de Multi-Factor Authentication;
  • monitoramento de frequência dos acessos em tempo real;
  • automação da segurança com Machine Learning;
  • gerenciamento do ciclo de vida dos dados;
  • controle de versões (versionamento);
  • logs de auditoria.

Qual é o futuro do storage de objeto?

Grande parte dos dados de uma empresa são armazenados de forma desestruturada e com diversos formatos misturados. São documentos de texto, mensagens de e-mails, imagens de gráficos e planilhas desorganizadas em um sistema de arquivos, causando lentidão na hora das buscas.

Com o aumento do volume de dados capturados todos os dias, a desestruturação representa um grande desafio para as corporações. Aliado a isso, temos o senso de urgência, cada vez maior, para o requisito de informações por parte dos gestores e diretores, que precisam tomar decisões rápidas e certeiras.

Servidor Dedicado EVEO

Para completar, os sistemas tradicionais de armazenamento e gerenciamento de dados estão ficando mais caros e ineficientes. Essas condições abriram caminho para o surgimento de novas soluções, como o storage de objeto. Nesse cenário, a tendência é que o método se torne o mais utilizado em poucos anos, devido à simplicidade, economia e eficiência que entrega.

Para estruturar um sistema de arquivos com o storage de objeto, o ideal é que conte com o apoio de um provedor especializado em tecnologias de cloud computing. Ele não só ajudará na formação estrutural, como oferecerá suporte no gerenciamento, o que é fundamental para reduzir a carga de trabalho da empresa e ter profissionais com alto nível de know how a frente de uma função vital para os negócios.

Pronto para começar? Entre em contato com a EVEO agora mesmo e dê o ponta pé inicial!