Artigos

TI

investimento-solucoes-open-source.jpeg
TI,

Por que as empresas têm investido cada vez mais em soluções Open Source?

0 comentários

Adotar soluções open source significa comprometer-se com a utilização dos recursos mais adequados para manter a sua organização ativa e em crescimento. Atingir esses objetivos requer considerações cuidadosas.

Afinal, quando uma empresa toma decisões equivocadas, o resultado é, muitas vezes, uma indesejável elevação nos custos e uma redução em sua flexibilidade operacional.

A partir da década passada, a adoção de softwares de código aberto cresceu. Isso contribui para superar os desafios enfrentados pelos gestores que buscavam soluções tecnológicas para atender às demandas de suas empresas em diferentes aspectos — como preço e eficiência.

À medida que mais organizações descobrem as consideráveis vantagens que as soluções open source oferecem, a mentalidade de muitos gestores e líderes empresariais tende a mudar ainda mais.

Neste artigo você conhecerá algumas dessas vantagens e entenderá de que maneira elas têm atendido às expectativas das empresas. Boa leitura!

Transparência

Ao investir em soluções open source as empresas buscam obter visibilidade total da base de código, além de acompanhar as discussões acerca de como a comunidade de desenvolvedores viabiliza novos recursos e elimina eventuais bugs.

Em contraste, os códigos de sistemas pagos são elaborados em segredo, o que pode significar a ocorrência de limitações imprevistas e outras surpresas indesejadas. Com o código aberto, a organização fica protegida contra riscos de lock-in, sabendo exatamente o que está recebendo.

Ao utilizar softwares pagos você não recebe nenhuma garantia além das declarações do fornecedor informando que estão mantendo a segurança do sistema e seguindo os padrões. Trata-se, basicamente, de um “tiro no escuro”. A visibilidade dos códigos inerentes às soluções open source, no entanto, garante que você possa conferir tudo.

Confiabilidade

Uma vez que há mais pessoas envolvidas, a confiabilidade do código-fonte de uma solução open source tende a ser superior em comparação a outras alternativas. Com uma comunidade global de desenvolvedores, os códigos são desenvolvidos em fóruns online e orientados por inúmeros especialistas.

O resultado é a criação de ferramentas extremamente robustas, testadas e verificadas. Por esse motivo, segundo o site Computer World (especializado no mercado de TI e Comunicação), as soluções open source já conquistaram mais de 70% das empresas brasileiras e estão sendo rapidamente adotadas por novas organizações.

Banner E-book Data Center Virtual

Segurança

Tal como no ponto anteriormente citado, os softwares de código livre são, geralmente, mais seguros porque são muito mais revisados e examinados pela comunidade. Dessa forma, todos os problemas que aparecem tendem a ser corrigidos com celeridade.

Softwares de código fechado, por sua vez, são mantidos fora do alcance do escrutínio público. Isso significa que ninguém fora das empresas proprietárias tem a menor ideia de quantos problemas eles contêm.

Custo

Embora adotar soluções open source signifique mais do que contar com um software livre, o fato de que eles não exigem taxas de licenciamento permanece sendo uma vantagem decisiva quando se considera o custo total da implementação de uma alternativa tecnológica para a empresa.

Entre os valores desembolsados para a compra, o preço exorbitante da proteção obrigatória contra vírus e malwares, as taxas de suporte e as despesas contínuas de atualização, o software pago drena mais recursos da sua organização do você pode imaginar. Assim, você pode obter melhor qualidade por uma fração desse custo.

Liberdade

A utilização de softwares pagos como ferramentas destinadas à infraestrutura básica aumenta o risco de que as empresas tenham o acesso bloqueado pelo fornecedor ou pela própria tecnologia utilizada.

Quando isso acontece, a organização fica à mercê das flutuações de preços e experimenta uma falta de flexibilidade da qual não pode escapar fácil e rapidamente.

Portanto, fique atento: invista em soluções de código verdadeiramente aberto e não confie em fornecedores que apenas “empacotam” soluções open source para incluir pequenos elementos e detalhes próprios para cobrar um valor “extra”.

Nesse sentido, muitas empresas se voltam para o open source a fim de se libertar dos severos bloqueios perpetrados pelos fornecedores.

Afinal, muitos gestores perceberam que não é benéfico se submeter à visão, aos requisitos, aos ditames, aos preços, às prioridades e aos cronogramas do fornecedor, pois isso limita o que eles podem fazer com os produtos pelos quais estão pagando.

As soluções open source, por outro lado, permitem que os usuários tomem suas próprias decisões e façam o que quiserem com o software, adaptando-o às suas necessidades operacionais e comerciais.

Qualidade

Reflita: qual alternativa apresenta melhores perspectivas de sucesso? Um sistema criado por alguns desenvolvedores ou um software elaborado por milhares de desenvolvedores?

Assim como há inúmeros especialistas e usuários trabalhando para melhorar a segurança dos códigos abertos, existem uma enorme variedade de recursos e aprimoramentos inovadores para esses produtos.

Em geral, as soluções open source se aproximam mais do que os usuários querem pois eles podem intervir diretamente no processo. Não se trata de esperar que os fornecedores tentem acertar em oferecer aos usuários o que eles querem, pois, com o código aberto, os próprios usuários fazem o que querem — e o fazem bem.

De fato, a superioridade técnica das soluções open source é, tipicamente, a principal razão pela qual as empresas optam por investir nelas.

Servidor Dedicado EVEO

Personalização

Por motivos similares, os usuários corporativos podem implementar uma solução em open source e ajustá-la para atender às suas necessidades específicas. Como o código está aberto, é simplesmente uma questão de modificá-lo para adicionar a funcionalidade desejada — algo impossível de ser feito em um sistema pago.

Além disso, as soluções de código aberto voltadas para empresas tendem a contar com comunidades prósperas ao seu redor, ligadas por interesses comuns, que apoiam e aperfeiçoam ferramentas que beneficiam a todos os envolvidos.

Isso gera a introdução dinâmica de novos conceitos e recursos em uma velocidade e uma qualidade muito superiores em comparação às equipes internas de fornecedores que trabalham com sistemas próprios.

Além de todas as vantagens elencadas ao longo deste post, o software de código aberto apresenta uma insuperável viabilidade a longo prazo, superando modelos pagos que vêm e vão ao sabor das ondulações e sazonalidades do mercado.

Graças às mencionadas comunidades de desenvolvedores comprometidos em introduzir, continuamente, inovações relevantes e de alta qualidade, as soluções open source colocam-se na vanguarda dos avanços tecnológicos, atendendo às necessidades das empresas à medida que elas evoluem e se desenvolvem.

Gostou do artigo? Siga as nossas páginas nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades e tendências do setor de TI. Estamos no Facebook, no LinkedIn e no Twitter!

conhece-a-cultura-devops-entenda-como-ela-pode-ser-util-para-voce.jpeg
TI,

Conhece a cultura DevOps? Entenda como ela pode ser útil para você!

0 comentários

Não só no mercado de TI brasileiro, mas em todo o mundo, é possível observar um grande distanciamento entre os desenvolvedores de softwares e administradores operacionais de ambientes e redes utilizados para o trabalho.

Esse é um problema comum entre as empresas, principalmente aquelas que se desenvolvem continuamente. Mas há uma solução a caminho. A cultura DevOps visa aproximar essas frentes de trabalho, gerando processos mais integrados e viabilizando a automação.

Ainda não conhece a cultura DevOps? Continue a leitura e descubra tudo sobre ela!

O que é cultura DevOps?

Os métodos de desenvolvimento ágil são muito importantes para a produção em larga escala de softwares, mas dividem os profissionais em grupos de funções distintas, criando barreiras para a comunicação e gerando rivalidade entre elas.

A cultura DevOps visa remover essas barreiras e incentivar a colaboração entre os grupos de desenvolvimento e operações. Em outras palavras, a cultura DevOps favorece a integração da equipe de desenvolvimento com a de operações. Nessa cultura, as barreiras se desfazem e as equipes tornam-se uma, compartilhando processos, ferramentas, recursos e responsabilidades para alcançarem, juntas, as metas e objetivos organizacionais.

Mais do que isso, a cultura DevOps visa acelerar os processos, do planejamento ao desenvolvimento de softwares, possibilitando uma entrega contínua e com um elevado grau de qualidade. Nesse caso, podemos dizer que integração, velocidade, entrega contínua e qualidade são as premissas dessa cultura.

Quais ferramentas facilitam a prática de DevOps?

Hoje, existem muitas ferramentas que permitem administrar metodologias ágeis, como Kanban e Scrum, online, e é difícil escolher uma, embora algumas empresas ainda prefiram métodos clássicos, como um quadro pendurado na parede com post-its fixados nele.

Independentemente das preferências da empresa, existem ferramentas consideradas mais eficazes para incentivar a cultura DevOps. Saiba mais sobre elas adiante.

Git, Subversion e Mercurial

Em termos de desenvolvimento, o Git é a alternativa mais usada pela facilidade em controlar as versões das aplicações. O Subversion e o Mercurial são as opções mais conhecidas e melhor avaliadas pelos profissionais de TI. Para complementar o conjunto de ferramentas, um bom sistema de tickets para documentar os pedidos internos de correção e otimização, por exemplo, deve garantir excelentes resultados.

Scrum e Kanban

Scrum e Kanban são as metodologias mais indicadas para a implementação da cultura DevOps, pois apresenta boa aderência aos diferentes formatos de processos existentes nas organizações. Isso porque:

  • o método Scrum é baseado em um conjunto de tarefas, agregando uma determinada pontuação para a complexidade envolvida durante as reuniões de planejamento e entrega;
  • o Kanban oferece um quadro que indica o desenvolvimento do projeto por meio das tarefas pendentes, em andamento e finalizadas em pipeline. Os integrantes da equipe participam de reuniões diárias para apresentar seus progressos individuais e coletivos, bem como para discutir problemas, desafios e soluções, além de apresentar as tarefas que desempenharão no dia seguinte para chegar no objetivo (estágio chamado “PRONTO”).

A cultura DevOps tornou-se possível em grande parte devido a uma combinação entre o uso de novas ferramentas e práticas de certas metodologias ágeis.

Entretanto, sozinhas elas não são suficientes para criar uma cultura totalmente DevOps. Mesmo utilizando os melhores recursos tecnológicos disponíveis, o DevOps será apenas uma teoria se você não conscientizar os profissionais envolvidos e estimular a prática.

Banner E-book Data Center Virtual

Como definir e acompanhar métricas usando a cultura DevOps?

Os métodos e ferramentas podem ser extremamente adaptáveis a cultura DevOps, embora seja interessante manter as suas premissas mais básicas.

Nesse caso, a melhor forma de definir e acompanhar métricas é concentrando os eventos de desenvolvimento, correções, otimizações e atualizações pelo modelo de quadro Kanban. Como ele apresenta um nível maior de urgência para a tomada de decisões, consequentemente, você terá aplicações de soluções mais rápidas.

O Scrum, por outro lado, deve ser usado para acompanhar o desenvolvimento e otimização contínua do projeto (Software), já que o planejamento prévio possui melhores aceitações e as demandas possuem menor índice de urgência para serem atendidas.

Quais os benefícios de inserir a cultura DevOps na empresa?

Novas culturas são importantes para quebrar paradigmas nas empresas. As barreiras e rivalidades construídas entre os departamentos figuram um grande problema organizacional e, em muitos casos, difícil de ser superado.

O foco no cumprimento de tarefas e a padronização das responsabilidades para com o resultado final dos projetos cria a sinergia que a empresa precisa para reduzir o tempo gasto na gestão de pessoas e aumentar os esforços em otimização de processos.

A atitude de responsabilidade compartilhada é um aspecto da cultura de DevOps, que incentiva uma colaboração mais próxima. É fácil para uma equipe de desenvolvimento se tornar desinteressada na operação e manutenção de um sistema se ele for entregue a outra equipe para cuidar.

Se o grupo de desenvolvimento compartilhar a responsabilidade de cuidar de um sistema ao longo de toda a sua vida útil, os profissionais podem sentir as dores da equipe de operações e identificar maneiras de simplificar os processos de implementação e manutenção.

Da mesma forma, quando os responsáveis pelas operações compartilham a responsabilidade dos objetivos de negócios, podem trabalhar mais de perto com os desenvolvedores para mostrar as necessidades operacionais de um sistema e ajudá-los a atendê-los.

Como implementar a metodologia DevOps na empresa?

O primeiro passo para o sucesso na implementação de uma nova cultura é estudá-la. Nesse processo, é importante que líderes (diretores e gestores) se unam aos colaboradores para o compartilhamento antecipado das regras de comportamento, bem como a importância de respeitá-las.

Cada empresa tem o seu próprio ritmo, mas é bem possível que não leve mais do que duas semanas para realizar o estudo, planejamento e implementação das ferramentas, metodologias e comportamentos.

Algumas soluções devem facilitar a implementação da cultura DevOps na empresa, entre elas, podemos citar:

  • Container Cloud OpenShift — se adapta a uma grande variedade de linguagens de programação e tipos de bancos de dados;
  • Data Center Virtual OpenStack — permite o gerenciamento de todo um Data Center por meio de uma API (Application Programming Interface). Isso facilita muito o trabalho dos envolvidos no processo.

Na prática, a colaboração geralmente começa com a conscientização dos desenvolvedores em se preocupar mais com as dificuldades e sucessos das equipes de operações e vice–versa, além da adoção de novas ferramentas e práticas de automação. Para isso, o apoio de um parceiro especializado é fundamental.

Cloud-Server-EVEO-336x280

A integração entre as linhas de produção mais importantes em uma empresa de tecnologia, como operações e desenvolvimento, garante melhorias no médio e curto prazo sem grandes investimentos. Se considerar a otimização dos processos, aumento da produção e redução de custos que pode conseguir, a cultura DevOps deve ser seriamente considerada.

Então, gostou da novidade? Assine a nossa newsletter agora mesmo e receba as próximas postagens em primeira mão!